POSTS NOVOS

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

All you need is love



O emblemático slogan “Paz e Amor” surgiu nos anos 60, como uma campanha pelo desarmamento nuclear em Londres na Inglaterra, nessa mesma década houve grande revolução comportamental, as pessoas estavam saindo dos anos 50 com um excessivo e rígido moralismo social. Surgem nesse período movimentos bem conhecido da maioria de nós ainda nos dias de hoje como; Hippies, feminismo, movimento civil dos negros e tantos outros movimentos. Também conhecidos como contracultura.       
     
Uma banda que embalou toda essa transição dos anos 50/60 sem dúvida foram os Beatles, uma de suas canções que me chama a atenção é “All we need is love” um trecho diz:

“all you need is love, love is all you need" –
Tudo que você precisa é amor, amor é tudo que você precisa.

                O período da pós-modernidade gerou um grande vazio de alma, a ponto de perdermos a essência da máxima amor, a ponto de continuamente dizermos, que amamos, declararmos, enfim, mas, não conseguirmos vive-la de fato.

                O grande revolucionário da história da humanidade, sem dúvida foi Jesus Cristo. Seu marco de entregar-se, abster-se de si mesmo, por amor a outros, expressa com perfeição a essência do AMOR. “Todos precisam de amor”. Jesus vem na contracultura, trazendo de forma mais clara possível que precisamos aprender a amar. Além de feito tudo disse; “AMAI-VOS UNS AOS OUTROS”. Não há mandamento maior que não evolva AMOR/AMAR.

                Todos precisam de amor, amor é tudo que você precisa. A humanidade parece que a passos largos caminha para uma autodestruição, parece que ao olhar os homens não existe esperança de revoluções comportamentais. Mais quem sabe, quando em algum momento revolucionarmos no amor o significado da nossa própria existência, não podemos refletir a partir do amor o que temos e para que o temos.  Jesus nos ensina sabiamente a relevância de cada um de nós, o valor embutido no homem. Quando leio Genesis, percebo no processo criacional,  que Deus dar ordens para que tudo surja. As plantas arvores, animais, dia e noite. Mas, ao criar o homem ele desejar colocar as próprias mãos, tocar, sentir. Isso me diz muito sobre o quanto ele amou essa criação, o quanto ele desejou tudo isso. Precisamos a partir de essa ótica reconstruir o pilar do amor em meio ao nosso convívio.

                A partir do amor, podemos construir uma cultura que reflete o próprio Cristo. Só o amor pode mudar um ser.

Quanto mais se divide, mais se multiplica.

Grande Abraço.
Fabrício Tarles.

Comenta aqui embaixo seu ponto de vista e compartilha com seus amigos nas redes sociais!


4 comentários:

  1. Verdade, é como vc mesmo sitou na frase da Joana de Ângelis.
    O amor... É um tesouro que, quanto mais se divide, mais se multiplica, e se enriquece à medida que se reparte.
    Amar precisa muitas vezes ser uma decisão (pois não é sempre que isso acontece gratuitamente), pois me amar é fácil agora vai tentar amar a [...] kkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Texto que espira, sem o amor nada seríamos, ainda mais com amor daquele que nos amou acima de tudo, amor de deus é o melhor remédio da vida...

    ResponderExcluir
  3. Texto que espira, sem o amor nada seríamos, ainda mais com amor daquele que nos amou acima de tudo, amor de deus é o melhor remédio da vida...

    ResponderExcluir
  4. Belo texto pastor, a vida não tem sentido sem o amor. Deus nos ama tanto que não temos como agradecer. Mas temos como viver esse amor em comunhão com Cristo e amando uns aos outros de todo o coração. Bom dia pastor. Obrigado pelas palavras edificantes.

    ResponderExcluir