POSTS NOVOS

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Coisas que aprendi com minha filha




Para quem não sabe,  tenho uma filha de 2 anos, chamada Alice. É impressionante o poder da paternidade e o que podemos aprender com os filhos. Calma, talvez você que não tem filhos já está pensando em deixar de ler até o final, pensando que iremos falar de criação de filhos, fique calmo e siga a leitura...rsrsrs..

Mês passado(outubro) foi o aniversario dela, e claro ganhou alguns presentes de pais, tios e avós corujas. Entre estes uma mochila de rodinhas com coisas de cabelo que ela curtiu demais... Onde estou querendo chegar com tudo isso, você está se perguntando né? Então.... em meio a uma brincadeira ou outra com ela, sentado no chão rodeado de brinquedos e envolvido em laços fraternais intensos, ela, vira pra mim e pede para abrir a dita mochila,

                - “papai abi, pa mim”
- minha filha, abre você consegue, tentando auxilia-la na sua independência na execução de atividades básicas.
Ela vira pra mim com um tom de dependência e diz:
- “papai, num conxixgo, me ajuda!”

Parece simples vindo de uma criança, e claro que o é. Mas, a reflexão está no além do olhar do obvio. Começo a pensar  no PAI celestial. Existe um Salmo que acho bem pertinente para experiência;

“Elevo meus olhos aos montes, de onde virá meu socorro? Meu socorro vem do Senhor”

Em grande parte do tempo estamos travando a nossa batalha da nossa vontade de conquistar com a impossibilidade de empreendermos força, tempo, dedicamos atenção a determinada questões, até o ponto de pararmos e assumirmos definitivamente a condição de impossibilidade sem ajuda. Aí então paramos e dizemos “Papai, num conxigo, me ajuda”. Quando começamos a nos refugiar em Deus, começamos a perceber que temos um Deus poderoso que pode nos orientar e nos auxiliar, e mais, do que isso, pode estar conosco em meio a todos nossos conflitos e situações.

Enfim não me delongo mais no texto, fica só meu conselho; aprendamos a nos refugiar na mão do onipotente criador, do pai cheio de amor, das mãos fortes disponíveis, e do abraço caloroso de um Pai que sempre de braços abertos e sorriso nos lábios diz: FILHO(A) PAPAI ESTÁ AQUI!

Grande Abraço!
Fabrício Tarles

8 comentários:

  1. “Papai, num conxigo, me ajuda”

    Totalmente dependente de ti Jesus!!

    Os meus olhos estão sempre voltados para o Senhor, pois só ele tira os meus pés da armadilha.
    Volta-te para mim e tem misericórdia de mim, pois estou só e aflito.
    As angústias do meu coração se multiplicaram; liberta-me da minha aflição.
    Olha para a minha tribulação e o meu sofrimento, e perdoa todos os meus pecados.
    Vê como aumentaram os meus inimigos e com que fúria me odeiam!
    Guarda a minha vida e livra-me! Não me deixes decepcionado, pois eu me refugio em ti.
    Que a integridade e a retidão me protejam, porque a minha esperança está em ti.
    Salmos 25:15-21

    ResponderExcluir
  2. Pr. Fabricio, Parabéns pelo texto, que o Nosso Deus continue dando inspiração a você, e que continue escrevendo e publicando. Que sejamos sempre preseteados com leitura como esta.

    ResponderExcluir
  3. Pr. Fabricio, Parabéns pelo texto, que o Nosso Deus continue dando inspiração a você, e que continue escrevendo e publicando. Que sejamos sempre preseteados com leitura como esta.

    ResponderExcluir
  4. É isso aí, Fabrício. Parabéns pela reflexão!

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente lindo Pr., acho que devemos nos abandonar mais nos braços do Senhor, e nos deixar ser conduzidos por esse amor incondicional.





    ResponderExcluir
  6. Dependência. Por mais que pareçamos (alguns) fortes e totalmente dono da situação, somo muito dependentes ou totalmente dependentes do cuidado de Deus. E isso me faz respirar fundo e continuar a olhar para os monte, confiante na resposta, sabendo de onde virá o meu socorro. Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Pr. Muito bonito e muito interessante o texto.
    rsrs não vejo a hora de ter meu filhos de ter minhas experiências também, srsr

    Danilo Motta

    ResponderExcluir