POSTS NOVOS

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

O Desabafo



A vida de pastor é muito bela da ótica de quem está sentado ouvindo-o palestrar. Talvez se pegue a pensar: Esta vida deve ser boa, ministrando sobre Deus, elevando a autoestima das pessoas, conduzindo-as a um caminho de paz e elevando-as para próximo do criador. Contudo há uma vida por trás dos holofotes gerada pelas próprias pessoas, há um alguém, uma família, um humano. Humano, digo, por entender que muitas pessoas se refugiam nestes, esperando dos mesmos respostas e soluções para suas dúvidas e crises existenciais, colocando-os em uma posição delicada, divinizando-os como o próprio Deus. Doce ilusão sem dúvida alguma. Não temos todas as respostas e nem as queremos ter. Nem sempre conseguimo-las para nossos próprios questionamentos e crises interiores.

Meu objetivo com esse texto não é faze-lo não viver e querer o ministério sacerdotal, mas, trazer-nos a consciência de que os pastores são HUMANOS. Há uma vida solitária por trás deste ministério, com uma vida preenchida de atividades, aconselhamentos, reuniões, ouvidos sempre abertos, vigiar no falar, no pensar, até por haver por parte da massa uma expectativa na sua “excelentíssima santidade” o pecador pastor. Andar em ovos como dizem por aí, travando uma batalha interior sobre a ponderação das palavras, pois nem todas as verdades muitos estão prontos para ouvir. Ouvimos, oramos, aconselhamos, choramos com todos... Mas, quem poderá nos ouvir? Repito, há uma solidão de verdadeiros amigo por trás do “amigos de todos” quem poderá ouvir suas tramas, seus medos, pecados e falhas, seus desabafos e desilusões? Afinal, compactuamos com ideia de que estes são pecadores como nós, mas não podemos admitir que de fato o sejam, por isso geramos neste, uma vida que não os pertence, gerando uma nova identidade a qual não foi o Senhor que os chamou para ser.

                Por isso amigo leitor, compreenda, abrace seu pastor, ouça-o,  não falo de honrarias humanas que são ensinadas em uma teologia rasa, inexistente biblicamente falando, mas honre-o com seu afago, carinho, atenção, ouvidos. Um elogio, um agradecimento pode renovar as energia dos mesmos para prosseguirem na caminhada. Mais uma vez, seja mais humano, entendendo e admirando o pastor HOMEM que há por trás dos púlpitos.

Ps... Existem amigos... poucos amigos... mas, ainda bem que existem....

Grande Abraço.

Pastor Fabrício Tarles.

7 comentários:

  1. 👏👏👏👏👏
    Muito bem pastor..
    Boas palavras.. Muitos acham que os pastores são super heróis impecáveis....

    ResponderExcluir
  2. Fico imaginando uma pessoa ser chamada e dizer sim ao pastorado, tem que ser corajosa demais. Se privar da liberdade de não ajudar a todos em todo tempo é algo surpreendente. Sou muito grato a Deus pelo pastores que passaram e estão em minha vida. Nunca cobrarei deles a perfeição, pois nem de mim cobro isso.
    Esses dias estava em uma "discussão" com uma amiga sobre uma foto de um pastor de sunga em uma praia. Eu defendia que ele estava em uma praia e seria muito desconfortável usar short e camiseta (rs), e ela tinha o ponto de vista que por ele ser pastor isso causaria escândalo as "ovelhas". É triste pensar que por ter aceitado o chamado muitos pastores precisa viver aprisionados em tradições de mentes religiosas.

    ResponderExcluir
  3. Valeu, cara, na mosca, na hora do desânimo. Vejo que pastor as vezes se parece com o palhaço que tem que fazer o povo sorrir sempre; o pastor tem que estar sempre animado, feliz, nunca errar.....(ufa !!)

    ResponderExcluir
  4. Fabricio...respirando fundo e contando até 10.

    Identificando sim com seu desabafo (e que representa o de muitos), a "Igreja", "ovelha" deveria seguir o que lhes é passado, ama teu próximo como a ti mesmo, e assim conseguirão enxergar no pastor alguém que Deus capacitou para ajudá-los, porém tmbm é ovelha, tmbm é igreja..consequentemente é humano, "vivemos no mundo mas não somos do mundo"...vivemos e estamos sujeitos a todoas as paixões e problemas deste mundo. Considerar alguém super herói, pode lhe frustar muito mais, busque o afago mas de também. O relato do Walciley, é muito comum hoje no meio "Goxxpel", não podemos seuqer tomar um refrigerante de marca, ou usar uma marca que alguém por pura ignorância demonizou, que já somos crucificados, se cantamos o que gostamos ahhh vc não adora a Deus, desta fonte não pode jorrar dois tipos de água srsrrs..que dirá ir a um clube ou praia neste calor e ter que ainda usar o uniforme de CRENTE kkkk!! enfim admiro seu trabalho da Dani e sua família é linda....e vc está abençoando muitas vidas!! E a recompensa vem e que os JUSTICEIROS DO MUNDO UNGIDO não sejam tão maldosos...que retirem a trave do olho antes de apontar um cisco, porque se não tiram eu até tiro a minha trave mas eu mostro o cisco deles srrsrsrs!! continue escrevendo por favor!!

    ResponderExcluir