POSTS NOVOS

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Tirai o celular, pois a terra que pisa é santa!



Você já observou o quanto todos nós passamos a ser dependentes dos nossos celulares, e até o quanto isso tem nos distanciado das pessoas ao nosso redor?

Se Moises tivesse um celular na época da sarça ardente, muito provavelmente ele teria passado por ela desapercebidamente, ou quem sabe ele tiraria uma foto ou filmava e postaria no face ou  instagram com alguma hash tag da vida.. #SarçaArdente #arbustoQueFala #Qdoideira #DeusFalandoComigo... Vai saber né?!

Andando no shopping ou pela rua, vemos que uma geração de “cabeças baixas” está se formando, cada um preso ao seu universo particular, olhando sempre pra tela do seu celular. Há dias atrás vi um casal de namorados na praça de alimentação do shopping, um silencio meio estranho pairava sobre eles, enquanto trocavam rápidos olhares, entre likes e follows. Minha questão é, não há mais troca nas relações,  palavras, olhares sinceros de bons risos, melhor, até há bons risos, provavelmente mandaram um vídeo engraçado no seu whatsapp ou te marcaram em um no facebook. Mas ao contrario disso já não conseguimos gastar tanto tempo assim nessa troca com as pessoas. Meses atrás entrei em uma sala na igreja que participo, tinham 6 jovens em um ambiente de 3 metros² todos calados e cada um com seu celular na mão, e pasmem, eles estavam conversando entre si. Assustador? Idiota? Ambos? Sabe-se lá! Mais é um alerta para os relacionamentos pessoais.

É inevitável dizermos que estes benditos estão roubando demais as nossas atenções. E no que se refere ao nosso relacionamento com o criador, a situação se estende.  Pessoas que em meio a reunião do culto estão plugadas, conectadas, digitando alguma mensagem postando algum foto,  e o celular mais uma vez disputando o monopólio da sua atenção.  Você é daqueles que não conseguem sentir seu celular vibrando ou emitindo seu som de mensagem que para o mundo para o vê-lo? Cuidado! Uma coisa é essencial de pensarmos, o mundo da web tem aproximado os distantes e distanciado os próximos. Ainda posso me estender dizendo que no mundo virtual podemos ser aquilo que queremos ser, sem o ser necessariamente.

Esse texto não é uma mensagem espiritualizada, minha intenção é nos mostrar que estamos gastando tempo demais com nossos aparelhos e perdendo excelentes oportunidades de compartilharmos de boas coisas que só as experiências pessoais podem proporcionar, bem como nosso tempo de oração, meditação bíblica e relacionamento com o papai do céu e um ótimo bate papo com os amigos.

Para Ilustrar melhor o texto, segue o vídeo:
           https://www.youtube.com/watch?v=pg0tRVs3-G8


Que Deus abençoe você!

Ps: Depois de alguns meses estamos de volta! hehe

Ei se gostou comenta aqui em baixo, e compartilha nas suas redes...

Um comentário:

  1. Esse bendito celular esta mesmo nos afastando das oportunidades e do mundo a nossa volta.

    ResponderExcluir