POSTS NOVOS

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Espiritualidade Virtual




E aí pessoal tudo bem com vocês?

                Vamos ao que interessa..

                               Nos últimos anos surgiram vários ministérios que abordam o tema sobre relacionamentos, tais como: Eu Escolhi Esperar, Silver Ring Things, Atitude 434, Anel de prata. E como o foco desses ministérios é a juventude, nada mais inteligente do que usar as rede sociais, que é onde os jovens gastam maior parte do seu tempo quando navegam na web. No entanto, observo que com essas frases de efeitos, imagens com mensagens cristãs que a turma sai compartilhando, alguns transmitem verdade, claro, mais a maioria aparenta ter o único foco de “espiritualizar” suas páginas.

                               Vivemos em uma sociedade onde ninguém precisa ser só precisa parecer ser. Nossa sociedade é visual, onde tudo é imagem, tudo que de fato importa, é o que aparenta ser. E isso tem se estendido para a igreja/cristãos, talvez seja a razão de estarmos vendo uma espiritualidade artificial, uma ESPIRITUALIDE VIRTUAL em tantos. (Esse povo me adora com seus lábios “com suas redes sociais” mais o seu coração está longe de mim. Mateus 15.8). Se compartilhamos tanto essas frases, escrevemos coisas tão espirituais em vários lugares, porque as mudanças do que significa essas mensagens não ocorrem na minha vida, a ponto de refletir através de mim? (Pela arvore conhecereis os frutos, e arvore boa não pode produzir fruto ruim. Mateus 7.15 ao 20).  

Nossa vida espiritual precisa estar nos moldes da nossa vida virtual ou o contrário? Sabe-se lá. Há uma necessidade em mostrar uma espiritualidade, uma pureza, uma maturidade espiritual, que nem sempre estamos dispostos de fato à viver. Estou vendo jovens negociando a vontade de Deus, por emoções, impulsos que tem os conduzidos a um lugar chamado: LUGAR NENHUM.

                               Precisamos reaprender a viver a graça de Deus, ultrapassar as fronteiras da naturalidade, da normalidade e até desse padrão estereotipado que a sociedade nos empurra garganta a baixo. Uma espiritualidade virtualizada só nos aponto o quanto é necessário nos aproximarmos a cada dia mais da verdade em Cristo e vivermos a verdade dEle que nos liberta.
Que Deus nos ensine a fugirmos desse padrão virtualizado...

3 comentários:

  1. Cara, eu concordo, e parece até que foi eu que escrevi, ( claro que não consigo esse grau de claridade e santidade que você tem) e uma coisa que achei bem interessante e era exatamente a forma que eu pensava sobre isso é o fato das pessoas utilizarem seus perfis e suas redes sociais para "espiritualizar" (como você mesmo disse) suas paginas, quer ver exemplo disso? CORRENTES ESPIRITUAIS, não acho que Deus precise que o nosso amiguinho envie essa mensagem pra 20 pessoas do seu grupo de contatos para que vc receba algo dele, isso só mostra que as pessoas querem se promover, e até não acho isso errado não, a pessoa que se promove fica em foco por mais tempo, mas o que acho errado nisso tudo, é usar Deus pra conseguir isso, e ainda pior.... tem aquela frase de apelação: SE FOSSE UMA PIADA VOCÊ COMPARTILHARIA, aaaah, sério, sinceramente, quando vejo uma mensagem dessas, primeira coisa que eu costumo olhar é no final pra ver se encontro isso, e por mais que a mensagem seja interessante e traga algo que vai agregar na minha vida, pra mim, perde todo o interesse e já logo passo para a pagina seguinte. E realmente somos imagens, e cada dia mais isso vai sendo algo natural, diferentemente de ser o que não é, é valorizar ainda mais o que já é, algumas pessoas perdem a noção dessa diferença, ou até mesmo sabem, mas preferem esquecer, mas como eu disse, não acho errado a pessoa se promover, é até bom isso, não sei como está nas igrejas, mas imagino mesmo que não seja tão diferente, ideal mesmo seria as pessoas não confundirem sonho com falsa realidade, (risos), talvez eu esteja errado, mas é o que penso. Abraço

    ResponderExcluir
  2. Abordagem interessante. É claro e nítido essa realidade que você aborda no texto. Particularmente não vejo nada de errado em buscarmos divulgar o conhecimento da espiritualidade através da internet, uma vez que este seja de coração e sério. Contudo, o que mais vemos nos meios de comunicação, é uma banalização desse conhecimento. Parabéns pelo texto :)

    ResponderExcluir
  3. Brother hoje o q tem valia é o exterior do copo ....viva os fariseus !!!!

    ResponderExcluir